Acne

Acne neonatal: saiba as causas e como eliminá-la do rostinho do seu bebê

Quando pensamos em espinhas, logo vêm à cabeça aqueles pontinhos vermelhos que aparecem na pele dos adolescentes e que são um dos maiores pesadelos na vida de grande parte deles, sendo o grupo com maior disposição para desenvolver esse tipo de problema. No entanto, as acnes podem não só acometer os jovens que estão em fase de alterações hormonais, mas também adultos que estejam predispostos ao seu surgimento e, ainda, em bebês recém-nascidos.

Como assim espinhas em bebês? É isso mesmo. A chamada acne neonatal é uma inflamação que aparece na pele de recém-nascidos que estão entre a terceira e quarta semanas de vida, podendo perdurar por mais seis meses, e costuma deixar muitas mamães assustadas com os pequenos carocinhos na pele do filhote.

Os pontinhos vermelhos ou brancos, bem como pequenos cravos pretos, aparecem em qualquer parte do rosto ou corpo das crianças, sendo as regiões mais comuns as da testa, bochechas, nariz, cabeça, pescoço, costas e na parte superior do tórax. Segundo especialistas, cerca de 1 em cada 10 recém-nascidos desenvolvem a acne neonatal, o equivalente a 30% dos nascimentos no Brasil. Apesar de não ter como evitá-la, a acne pode ser tratada de maneira bem fácil e não costuma causar nenhum mal ao bebê.

Se você é mamãe ou papai e quer saber como tratar a espinha que apareceu no rostinho do seu bebê, continue lendo esse artigo até o final e confira dicas de como eliminar a acne neonatal.

O que causa a acne neonatal?

acne-neonatal-2

Assim como em adolescentes, muitos especialistas acreditam que as espinhas em bebês surgem por conta dos hormônios. Mas, neste caso, os hormônios em questão não são os da criança, mas sim da mãe, que são liberados na corrente sanguínea do pequeno durante a gestação, amamentação e pós-parto.

De acordo com médicos pediatras, a transferência de hormônios da mãe para o bebê é bem comum e natural, sendo bastante normal a sua permanência no corpo da recém-nascido até os seis meses de idade. É por esta razão que depois desse período, ou até antes, as espinhas vão embora, sem deixar qualquer mancha ou cicatriz na pele da criança.

No entanto, do mesmo modo que as acnes comuns em jovens e adultos, a acne neonatal, apesar de inofensiva, também só aparece em crianças predispostas geneticamente ao problema, o que significa que, mesmo não sendo motivo para uma preocupação agora, deve ser necessário um acompanhamento futuramente, durante a adolescência do seu filho.

As espinhas em bebês aparecem porque a pele dos pequeninos ainda não está com os poros totalmente desenvolvidos, o que a torna um alvo fácil perante a carga hormonal materna. Essa carga faz com que as glândulas de oleosidade da criança sejam estimuladas, o que acarreta o aparecimento dos pontinhos vermelhos.

Caso eles permaneçam por mais de seis meses, a recomendação é procurar um pediatra o mais rápido possível para verificar se não está acontecendo qualquer alteração hormonal com o seu bebê.

Como identificar se é acne ou brotoeja (miliária)?

A acne neonatal possui sintomas bem semelhantes a uma reação alérgica bastante comum em recém-nascidos, conhecida como brotoeja. Com pontinhos vermelhos ou da cor da pele espalhados pelo corpo, a miliária – seu nome científico – aparece no corpo da criança por conta do entupimento dos canais que levam o suor das glândulas sudoríparas até a pele.

Do mesmo modo que a acne neonatal, a brotoeja também é inofensiva, sendo mais comum em bebês que moram em localidades com climas quentes e úmidos. Devido ao suor mais intenso, as bolinhas aparecem com mais frequência as regiões do pescoço, rosto, mãos e embaixo do braço do pequeno.

No entanto, no caso da miliária, para amenizar a irritação na pele, é preciso ajudar o seu filho a se refrescar do calor, vestindo roupinhas menos apertadas ou quentes demais. Já em relação à acne neonatal, basta a mãe ser paciente e esperar que ela vá embora sozinha.

Mas, como saber se é acne ou brotoeja? É simples. Basta observar se os pontinhos vermelhos na pele do bebê vêm acompanhados de cravos, que tem pigmentação preta. Se sim, é uma acne neonatal. Se eles estiverem provocando coceira na criança, é só refrescar um pouco o corpo do seu filhote para se livrar da miliária.

Dicas que toda mãe deve saber para tratar a acne neonatal

limpeza-dos-olhos-do-bebe

Como falamos no decorrer desse artigo, a acne neonatal é inofensiva, não sendo necessário nenhum tratamento profundo ou muito sério para eliminá-las da pele do bebê. Geralmente, apenas alguns cuidados básicos por parte da mãe já ajudam bastante a amenizar e curar os pequenos pontos vermelhos. Veja, a seguir, quais são:

Não esprema

Não há nenhuma necessidade de espremer as espinhas no rosto do seu bebê, uma vez que elas são inofensivas e irão embora a qualquer momento sem deixar qualquer dano na pele. Cutucar a acne do seu filhote só deixará a pele dele mais irritada, o que pode acarretar no surgimento de mais e mais pontinhos vermelhos. Portanto, seja paciente, mamãe!

Limpe diariamente a pele do bebê

Para se livrar mais rapidamente da acne neonatal, é necessário que a mãe faça a limpeza diária da pele da criança, lavando-a com sabonete com pH neutro e água morna, somente uma vez ao dia para evitar a estimulação das glândulas sebáceas e fazer com que a situação piore.

Evite usar sabonetes ou produtos específicos para acne

Nunca se deve usar produtos e sabonetes contra acne em bebês, pois estes possuem fórmulas bem mais fortes, direcionadas a tratar o problema em adolescentes ou adultos, que já têm os poros totalmente desenvolvidos. Use sempre sabonetes suaves e específicos para bebês para tratar a acne neonatal.

Não esfregue a pele da criança

Evite esfregar a pele da criança, pois isso só causará a estimulação das glândulas sebáceas e piora do problema. Use apenas uma esponja ou pano macio para limpá-la e uma toalha de banho igualmente macia para secá-la posteriormente, apalpando a pele sempre suavemente.

Evite usar loções oleosas

A adição de produtos oleosos sobre a pele com a acne neonatal só fará com que ela piore ainda mais, uma vez que aumentará a oleosidade. Em vez disso, se sentir qualquer sinal de ressecamento na pele do bebê, opte por cremes não oleosos e aplique-os sempre bem longe das espinhas.

Limpe sempre a saliva ou “golfada”

Evite deixar por muito tempo ou deixar secar o resto de leite que ele acabou de tomar ou saliva na pele do bebê. Não se esqueça que deixar o local da acne neonatal bem limpo é essencial para que elas sumam mais rápido.

Coloque roupas de algodão no bebê

Evitar o suor também é uma das dicas para se livrar mais facilmente das espinhas no rosto do recém-nascido. Por isso, evite roupinhas muito quentes e vista-o sempre com tecidos adequados à cada estação do ano. Geralmente, as roupas de algodão são as mais refrescantes.

Veja também:

Leave a Comment

/* ]]> */