Estrias

Carboxiterapia para estrias: saiba tudo sobre este tratamento

Inimigas número um das mulheres que se preocupam com a aparência do corpo, as estrias são lesões atróficas que se formam pela ruptura de fibras elásticas e colágenas, causada por um estiramento excessivo da pele, decorrente de diversas situações como ganho peso abrupto, gravidez, crescimento puberal, entre outros.

A questão é que uma vez que estouram na pele, as estrias são praticamente impossíveis de eliminar. Mas a boa notícia é que existem diversos tratamentos estéticos que ajudam a minimizar essas lesões e torná-las praticamente imperceptíveis na pele. A carboxiterapia é um desses tratamentos.

Ficou interessada? Então leia este post, onde abordaremos tudo sobre o tratamento de carboxiterapia para estrias. Confira!

O que é a carboxiterapia e como ela funciona?

A carboxiterapia é um procedimento estético que visa o tratamento de diversas imperfeições da pele como estrias, celulites, flacidez, gordura localizada, entre outros.

Consiste na aplicação de gás carbônico em diferentes camadas da pele com uma agulha, com o objetivo de estimular a formação de novos vasos sanguíneos e dilatar os já existentes, melhorando a irrigação de sangue nos tecidos e, consequentemente, aumentando a oxigenação na área e conferindo uma aparência mais atrativa à pele.

Além disso, o gás carbônico rompe as fibroses do tecido subcutâneo, favorecendo a formação de elastina, colágeno e quebrando as células de gordura.

Como a carboxiterapia atua no tratamento de estrias?

As estrias são consideradas cicatrizes decorrentes da falta de elasticidade da pele, que quando estirada, causa o rompimento das fibras de colágeno e elastina, resultando nestas lesões.

A carboxiterapia atua nas estrias distendendo o tecido afetado por meio do trauma mecânico obtido pelas punturações da agulha, somado ao leve descolamento da pele, promovido pela infusão do gás carbônico.

Esse processo gera uma inflamação local que levará a reparação tecidual e aumento de fibras colágenas e elásticas, preenchendo essa região e promovendo o aumento da espessura da derme, que confere uma melhora no aspecto da estria.

Como a carboxiterapia para estrias é aplicada?

A sessão de carboxiterapia para estrias é feita com a ajuda de um aparelho conectado a um cilindro de gás carbônico medicinal.

Este equipamento regula a quantidade de gás que vai para a seringa e este é injetado diretamente dentro da estria através de perfurações com uma agulha. A profundidade da aplicação varia de acordo com cada caso e o gás carbônico aplicado desaparece cerca de 20 minutos após a aplicação, não permanecendo no corpo.

O tratamento dispensa anestesia, mas é bem doloroso, tanto pelas perfurações como pela aplicação do gás carbônico e distensão do tecido.

A duração da sessão varia de acordo com a extensão da área a ser tratada, grau e quantidade de estrias. Não há cuidados pós-procedimento e a paciente pode retomar as suas atividades normalmente após a sessão.

No entanto, a região pode ficar vermelha e dolorida por até cinco horas após a sessão de carboxiterapia e posteriormente, hematomas podem surgir, principalmente nas áreas de perfuração, portanto, não é aconselhável se expor ao sol.

Artigos relacionados:

Quais são os resultados

A carboxiterapia para estrias é muito eficiente no tratamento dessas lesões, apresentando bons resultados na diminuição do tamanho e coloração das estrias vermelhas e brancas.

No entanto, os resultados são mais visíveis no tratamento de estrias recentes, de coloração vermelha e arroxeada, sendo que, nestes casos é possível eliminar essas lesões. Já nas estrias brancas e antigas, que já estão com as fibras colágenas totalmente rompidas, a técnica consegue diminuir o tamanho, a largura e a espessura dessas lesões, deixando-as menos evidentes na pele.

Os primeiros resultados podem ser notados a partir da quinta sessão e as estrias eliminadas não voltam a aparecer, mas para isso a paciente evitar variações bruscas de peso e manter a pele sempre hidratada.

O número de sessões necessárias varia de acordo com a quantidade e tamanho das estrias, mas para resultados mais consistentes, recomenda-se a realização de no mínimo dez sessões.

Contraindicações do tratamento

Apesar de muito eficiente no tratamento de estrias, a carboxiterapia não é recomendada em algumas situações:

  • Pessoas que possuem insuficiência cardíaca;
  • Portadores de asma brônquica;
  • Pessoas com infecções na área a ser tratada;
  • Mulheres grávidas ou em fase de amamentação.

A carboxiterapia para estrias traz excelentes resultados e uma sessão pode variar de R$100,00 a R$300,00. É uma ótima alternativa para melhorar o aspecto da pele, suavizando as estrias em cor e textura, e tornando-as praticamente imperceptíveis na pele. Mas por outro lado, vale lembrar que este é um procedimento bem doloroso, e se você não tem boa tolerância a dor, talvez não seja o tratamento mais indicado. Neste caso, converse com seu dermatologista sobre outras opções de tratamento (Laser para estrias é ótimo, por exemplo).

Você já conhecia a carboxiterapia? Você faria este tratamento para estrias? Deixe sua opinião nos comentários!

Leave a Comment

/* ]]> */