Celulite

Cerveja dá celulite? Como ela e outras bebidas afetam a pele?

Cerveja dá celulite

Basicamente, celulite é a gordura que empurra os tecidos conjuntivos na pele, fazendo com que ela fique irregular. Para evitar o problema, gorduras, açúcares e álcool devem ter espaço reduzido no menu. Mas será que cerveja, especificamente, dá celulite? Vem comigo desvendar este e outros mistérios…

As causas da celulite são principalmente: quantidade de gordura corporal existente, genética, alterações hormonais, hereditariedade, dieta desregulada, falta de exercícios físicos e idade.

Existe uma relação próxima entre alimentos, bebidas (incluindo a cerveja) e a celulite. Entender como isso funciona ajuda a minimizar esta condição estética de forma natural.

De um modo geral, álcool, cigarros e drogas ilícitas podem atrapalhar e/ou danificar rins e fígado. Ao influenciar o funcionamento destes órgãos de maneira negativa, tais fatores fazem cair a capacidade do organismo de eliminar resíduos tóxicos – o que pode levar à formação da celulite.

Bebidas alcoólicas, por exemplo, quando em excesso, são capazes de prejudicar a circulação sanguínea e provocar retenção hídrica. E mais: o álcool é automaticamente convertido em gordura pelo fígado. Resultado: acúmulo de gordura localizada e formação dos furinhos na pele.

Se tem uma coisa que não é mito é a afirmação de que a ingestão de bebidas alcoólicas causa ou piora a celulite. Lembrando ainda que geralmente elas são muito calóricas, estimulando o ganho de peso e o acúmulo de gordura localizada, fatores diretamente ligados à piora das ondulações e depressões na pele.

Portanto, cerveja dá celulite? Sim! Cerveja e várias outras bebidas com álcool. Para quem é fã de uma geladinha com frequência na hora da diversão, é bom lembrar disso antes de exagerar no consumo. O ideal é limitar a ingestão a dois copos de cerveja ou um de caipirinha.

É claro que existe um componente genético também por trás da celulite. Quando a mãe apresenta o problema, as filhas têm predisposição ao surgimento dele em algum momento da vida. Muitas vezes, inclusive, mantendo o mesmo padrão das lesões.

E ainda: é verdade também que a celulite piora com o passar dos anos. O problema que normalmente começa na puberdade tende a aumentar com a idade.

Quando entram em cena fatores como os anticoncepcionais, a reposição hormonal e o sobrepeso, então, a situação piora. Sem falar da flacidez, que implacavelmente avança depois dos 30 ou 40 anos, e agrava os quadros de celulite.

Agora, imagine então que, somado a tudo isso vem o excesso no consumo de cerveja e outras bebidas alcoólicas? Se, sozinhas, elas já têm potencial de piorar a celulite, pense o que são capazes de fazer quando recebem uma ajudazinha extra de outros fatores?

Existem cremes, massagens modeladoras e drenagem linfática, atividades físicas e muitos outros recursos para prevenir ou amenizar a desagradável celulite. Mas eles podem perder o efeito se não existe uma alimentação balanceada, que inclui pouca ou, de preferência, nenhuma ingestão de bebidas alcoólicas.

A rotina de quem deseja ficar longe ou atenuar a celulite deve excluir produtos gordurosos, itens com alto índice glicêmico e elevado teor de sódio – e incluir muita água!

Assim, você pode evitar muitas complicações circulatórias, hormonais, imunológicas e físicas que desencadeiam as celulites. Cerveja dá celulite também, mas é preciso cuidar do conjunto todo, e não apenas procurar um vilão só.

Todas as mulheres têm ou terão celulite em algum momento da vida. As ondulações e furinhos na pele fazem parte de um dos problemas mais incômodos no universo feminino.

Existem muitos mitos sobre o assunto, mas também dicas práticas para combater o mal que afeta a autoestima. Pegar leve em bebidas alcoólicas como a cerveja é uma das estratégias. Cerveja dá celulite, sim!

Até breve com mais um artigo…

Leave a Comment

/* ]]> */