Cuidados

Cloridrato de Minociclina: quais os usos e indicações?

Cloridrato de Minociclina

Entre os vários remédios contra as infecções, a minociclina é um dos mais eficientes disponíveis no mercado. Isso porque os medicamentos com ação antibiótica precisam ter resultados satisfatórios para o tratamento das diversas bactérias e problemas relacionados ao nosso organismo.

Para você saber como combater as doenças que acometem milhares de pessoas no Brasil, acompanhe este nosso artigo e veja como o antibiótico minociclina pode fazer milagres por você.

A definição do cloridrato de minociclina

Comumente chamado de minociclina, o composto cloridrato de minociclina é um remédio tomado via oral e tem alta eficácia contra as bactérias.

Dessa forma, ela age em nosso organismo reduzindo sintomas de diversas doenças, removendo bactérias nocivas e combatendo as mais diferentes infecções que acometem nosso sistema imunológico.

Confira mais abaixo, ainda neste artigo, como ter uma melhor orientação sobre algumas doenças que o remédio combate.

Usando a minociclina

Específica para combater doenças e enfermidades de efeito bacteriano, a minociclina tem amplo espectro de ação, eliminando e combatendo sintomas diversos. Entre as principais enfermidades que ela combate, seu uso é recomendado para a cura de:

  • Clamídia;
  • Gonorreia;
  • Inflamações e febres em geral;
  • Infecções cutâneas;
  • Infecções pulmonares;
  • Sífilis;
  • Infecções das vias urinárias.

Entretanto, além de essa extensa lista de doenças indicadas para o uso da minociclina, saiba que ela ainda tem indicações eficientes para cuidar de quadros sérios de acne.

Cloridrato de Minociclina

Orientando como tomar

Aqui o importante é você aproveitar a eficiência da minociclina de acordo com a enfermidade a ser combatida.

Como primeira dica, é importante você saber que esse remédio não pode ser tomado em meio à ação de se alimentar, nem com a ingestão de leite. Isso porque a absorção feita pelo nosso organismo pode afetar sua eficiência. Além do mais, ainda é de nossa recomendação que você siga os passos corretos para usar qualquer tipo de medicamento.

Dessa forma, queremos afirmar que você só pode aproveitar os benefícios da minociclina mediante uma orientação adequada, realizada por profissional da área médica.

Como resultados colaterais, já podemos adiantar que o remédio chega a provocar úlcera e até mesmo irritações no esôfago.

A confiabilidade do medicamento

Claro que, conforme normas federais, o cloridrato de minociclina é um antibiótico com resultados comprovados.

O que garante essa eficácia é exatamente sua formulação bem elaborada e os componentes poderosos, indicados para oferecer diversas soluções a várias doenças causadas por bactérias.

Para você tirar o melhor proveito de suas qualidades, os efeitos esperados do remédio vêm quando sua ingestão e posologia são respeitadas. Assim, variando conforme a doença ou problema que você queira cuidar, os resultados podem ser prejudiciais ao organismo e corpo como um todo.

Os efeitos colaterais

Você já viu que a minociclina é um remédio de alta eficácia para eliminar diversas doenças causadas por bactérias. Mas fique atento a alguns efeitos colaterais. Confira abaixo os principais.

  • Dores abdominais;
  • Tontura;
  • Diarreia;
  • Queimação e cólica estomacal;
  • Feridas nas mucosas da língua e boca;
  • Descoloração de mucosas e pele;
  • Náusea;
  • Alteração do campo visual;
  • Dores de cabeça;
  • Coceiras em órgãos genitais e reto;
  • Perda de apetite;
  • Vômito;
  • Amarelamento da cútis;
  • Fotossensibilidade à luz do sol;
  • Descoloração dental.

As contraindicações

Como quase todos os medicamentos, a minociclina também tem certas contraindicações para as mulheres que apresentam algum risco durante a gravidez.

Ainda vale lembrar que estão neste grupo as pessoas que possuem hipersensibilidade ao algum componente presente na minociclina e as mães em fase de amamentação.

Indicações e posologia

Apesar de ser eficaz para muitas doenças inflamatórias e infecciosas, a minociclina requer cuidados em relação à sua posologia. Confira abaixo algumas indicações de uso e a dose correta para cada problema.

Cloridrato de Minociclina

Gonorreia

Para tratar casos de gonorreia, a minociclina deve ter doses de 200mg a cada doze horas.

Depois do primeiro dia, é preciso rebaixar as doses para apenas 100mg, seguindo assim até que o tratamento seja terminado, mas mantendo o período de doze em doze horas e por quatro dias de tratamento.

Sífilis

Neste caso, o cloridrato de minociclina precisa ser tomado seguindo a mesma regra da gonorreia, embora o período de tratamento possa ser de, no mínimo, dez dias.

Quadros sérios de acne

Para cuidar de casos de acnes severas, as doses de minociclina devem ser de 100mg diárias.

Infecções de reto e uretra

Para esses casos, o uso de minociclina deve ser de doses de 100mg duas vezes diárias, por um período de, no mínimo, sete dias.

Aqui, o consumo do remédio varia de pessoa para pessoa, conforme a gravidade dos casos. Assim, um médico pode aconselhar melhor você sobre como acertar no melhor tratamento.

Vale lembrar que nossas orientações e informações não podem valer como um diagnóstico profissional. Dessa forma, jamais faça a automedicação.

Casos de superdosagem

Como ainda não se conhece algum antídoto adequado, para casos extremos vistos em situações de superdosagem, a minociclina pode causar os seguintes distúrbios corporais:

  • Náusea;
  • Vômito;
  • Tontura.

Assim, ao sentir esses sintomas, cuidado. A superdosagem exige uma descontinuação imediata do tratamento. Para os casos mais simples de intoxicação, busque imediatamente a ajuda de um médico e siga todas as orientações que o profissional pedir a você.

O armazenamento do medicamento

Para manter suas propriedades, conserve a minociclina sempre em temperatura ambiente e protegendo-a de locais com muita umidade. Em geral, seu prazo de validade chega a ser de até trinta e seis meses a partir da data de fabricação impressa em na embalagem do produto.

E não se esqueça: todo e qualquer remédio ou medicamento deve e precisa estar fora do alcance de crianças.

Cuidado com antibióticos

Um lembrete importante para fechar este artigo é o de você usar antibióticos apenas para doenças oriundas de agentes bacterianos e vendidos apenas com receita fornecida por um médico. Isso porque você precisa tomar precauções para não confundir essas doenças que citamos acima com aquelas virais mais comuns do nosso dia-a-dia, como:

  • Dor de garganta;
  • Gripe;
  • Tosse;
  • Resfriado;
  • Bronquite.

Tudo porque antibióticos como a minociclina não são indicadas para o tratamento dessas doenças, trazendo, inclusive, mais prejuízos à situação da sua saúde.

Deixe um Comentário

/* ]]> */