Cuidados

Depilação com cera quente: vantagens e desvantagens

Depilação com cera quente

Engana-se quem pensa que a depilação é algo moderno e contemporâneo. O ato de eliminar os pelos do corpo começou na antiguidade. Nesta matéria iremos falar um pouco mais sobre a sua origem e quais os motivos da depilação com cera quente ser uma das preferidas entre as mulheres e os homens também!

A depilação através dos anos

Existem registros históricos que datam de 1.500 a.C em que os homens já removiam os pelos do corpo usando um depilador feito com sangue de animais, gordura de hipopótamo, carcaça de tartaruga e trissulfeto de antimônio. Outros registros apontam que os romanos em suas fórmulas depiladoras utilizavam soda cáustica!

Lá vem a Cleópatra de novo!

Já no Egito, podemos dizer que Cleópatra foi a percursora da depilação com cera quente: ela retirava  seus pelos com faixas de tecidos finos banhados em cera quente. Ainda no Egito, algumas mulheres utilizavam argila, sândalo e mel para retirar os pelos das axilas, dando origem às técnicas de depilação com cera (cera egípcia).

Curiosamente existem registros na história de que as mulheres indígenas não possuíam pelos pubianos pelo simples fato de terem nascido sem eles. Mas, tempos depois, descobriu-se que elas raspavam os pelos com a espinha do peixe-lixa.

Agora, na Idade Média, onde tudo era bruxaria e heresia, como, por exemplo, tomar banho era pecaminoso, a depilação não escapou e foi totalmente condenada. Quem tivesse a coragem de arrancar os pelos do corpo teria que pagar seu ato de vaidade com a vida. Já imaginou isso nos dias atuais?

Felizmente, no século XX, onde as roupas ficaram mais curtas, as pernas mais a mostra e os braços mais livres, a depilação não só passou a ser um conceito de estética, como um hábito de higiene pessoal.

Só para registrar: entre os anos 60/70, onde o movimento hippie ganhou força e no qual pregava o desprendimento aos bens materiais e aos luxos, a depilação também foi deixada de lada e, mostrar pernas e axilas peludas, era sinônimo de liberdade.

Depilação com cera quente

Da Gillette à depilação a laser

Como vimos, a remoção de pelos através da depilação, seja com qual material for, surgiu na Antiguidade e, obviamente, com o passar dos anos foi se aperfeiçoando. E o primeiro grande passo para isso ocorreu em 1901 pelo norte-americano King C. Gillette, com a invenção de uma lâmina ultrafina criada para barbear o rosto dos homens e que pudesse ser descartada quando perdesse o fio.

Conheça, a seguir, os métodos mais utilizados para a remoção de pelos do corpo.

Lâmina

A remoção com lâmina é um método indolor indicada para pelos finos e claros. Sua durabilidade é em torno de 3 dias dependendo da região depilada. O método não aumenta nem reduz os pelos, mas quando a pele é tocada a sensação é de pelos grossos e pontudos.

Creme depilatório

O creme depilatório é um método indolor, mas que retira superficialmente os pelos. Sua durabilidade é maior do que a lâmina, entretanto, não pode ser aplicado em peles irritadas e com lesões.

Linha

Método simples, barato e que pode ser aplicado em qualquer região. O maior benefício da depilação com linha é que não causa irritações, alergias e pelos encravados. A sua durabilidade é em torno de 20 dias.

Depilador elétrico

O depilador elétrico oferece um bom resultado, pode ser utilizado em todas as regiões e sua durabilidade é em torno de 1 semana. O contra desse método é que ele tende a encravar os pelos.

Depilação com cera fria

A depilação com cera fria muito utilizada como alternativa caseira é uma das técnicas mais fáceis de serem realizadas, porém uma das mais doloridas. Ela é recomendada para retirar os pelos principalmente das pernas.

O processo garante a retirada dos pelos pela raiz, deixando a pele lisa e macia por 20 a 30 dias. Existem vários tipos de ceras específicas para pelos mais finos ou mais grossos que são colocadas em papel celofane (encontradas no mercado facilmente) e aplicadas sobre a região a ser depilada, previamente desinfetada com álcool ou loção antisséptica.

Agora basta puxar o papel no sentido contrário dos pelos, remover o excesso de cera com um removedor e aplicar uma loção cicatrizante.

Depilação com cera quente

De acordo com especialistas, a depilação com cera quente é o melhor de todos os métodos existentes para a remoção de pelos, em qualquer região do corpo e um dos mais utilizados nas clínicas de estética.

A cera é aquecida em um aparelho próprio a uma temperatura entre 38 a 40°C até obter a textura do mel.

Vamos aos pontos positivos desse método:

  • Assim como a depilação com cera fria ela retarda o crescimento do pelo e, de acordo com especialistas, é a sua maior vantagem;
  • É menos dolorida e tem uma duração média de 20 a 25 dias.

Depilação com cera quente

E os pontos negativos?

  • Ainda de acordo com especialistas, o método não é indicado para quem possui a pele muito sensível;
  • A temperatura da cera se não estiver adequada poderá provocar queimaduras;
  • Poderá ocorrer a pigmentação em regiões como axilas e virilhas;
  • Quando a cera é retirada através do “puxão” poderá ocorrer a hipersensibilização na região, bem como irritação;
  • Em algumas pessoas poderá ocorrer a foliculite, que é a inflamação da saída do pelo à superfície da pele, caracterizada por bolinhas vermelhas;
  • A depilação total nas partes íntimas poderá provocar infecções.

Especialistas alertam, também, que a depilação com cera quente não pode ser utilizada por mulheres que possuam varizes ou que façam tratamento à base de ácidos e que o ideal é esperar um período mínimo de 30 dias entre uma depilação e outra para que a pele se recupere completamente.

Ionização

A ionização é um método de depilação a energia que consiste em um processo de enfraquecimento dos pelos realizado logo após a depilação com cera quente onde uma substância é aplicada na região e os eletrodos se incumbem de leva-la até a raiz do pelo fazendo com se enfraqueça e nasça mais fino. O processo é lento, porém indolor.

Eletrocoagulação

Esse processo de depilação é feito através de um aparelho que gera uma corrente de radiofrequência. Uma agulha é introduzida no folículo piloso e aplicada uma descarga elétrica de baixa intensidade que irá coagular os vasos sanguíneos, enfraquecendo os pelos.

Laser

Outro método de depilação a energia só que em forma de luz para retirar os pelos. O laser produz um feixe de luz que é absorvido pelo pigmento localizado na raiz do pelo, fazendo com que ela se enfraqueça impedindo o pelo de crescer.

No caso de excesso de pelos, serão necessárias várias sessões para removê-los e seu custo é um tanto salgado. Esse método de depilação é bastante utilizado por nadadores e triatletas, por exemplo, que necessitam retirar completamente os pelos do corpo.

Deixe um Comentário

/* ]]> */