Cuidados

Episol Sec – cuidar e proteger a pele oleosa nunca foi tão fácil

Episol Sec

O verão é uma época ótima para a prática de atividades de lazer. Para muitos, ele é sinônimo de praia, piscina, passeio na fazenda, piquenique, banho de rio e muita diversão. Você conhece o produto Episol Sec? Ele tem tudo a ver com o que estamos falando.

Também nessa época do ano, não são raras as queixas de queimaduras e problemas de pele decorrentes da exposição solar exagerada. Geralmente ficamos empolgados com a diversão e esquecemos do cuidado com a saúde. É por isso que nesse período o cuidado com a pele também deve ser redobrado, e aqui entra a importância no uso do protetor solar.

Continue conosco e saiba sobre a importância do uso do protetor solar, erros que devem ser evitados e como o Episol Sec oferece proteção mais efetiva para a sua pele oleosa.

6 erros no uso do protetor solar

A maioria das pessoas sabe o que é e já fez uso do protetor solar, mas boa parte delas não sabe da importância do seu uso para evitar futuros problemas, como o envelhecimento precoce e o câncer de pele.

Dessa forma, muitas delas realizam o uso inadequado do produto e acabam não absorvendo todas as vantagens que ele pode oferecer.

Abaixo listaremos alguns dos erros mais comuns que devemos procurar evitar para conservarmos a saúde da nossa pele.

1. Não usar protetor solar em todos os ambientes e em todas a estações

Não é só no verão que existe a incidência dos raios UV, então, você não deve buscar proteger sua pele apenas nessa época.

O inverno também pode ser uma época perigosa para a nossa pele, principalmente se a incidência de nuvens for baixa (já que muitas vezes elas refletem os raios e os impedem de chegar até nós).

Também não devemos usá-los apenas em piscinas, praias e clubes, mas também durante os dias em que estamos mais expostos aos raios solares, nos períodos em que apresentam maior intensidade.

Uma informação importante é que ele pode ser usado por debaixo da maquiagem. Isso acaba ajudando, principalmente às mulheres, no seu cotidiano.

2. Não usar o protetor solar adequado para o seu tipo de pele

Além de comprometer o desempenho do protetor, isso ainda pode influenciar no surgimento de espinhas, cravos e proporcionar o ressecamento da pele, além de ser muito desconfortável.

O primeiro passo é saber qual o seu tipo de pele, para depois escolher quais as opções mais adequadas para cada uma:

Mista ou normal

Os níveis de oleosidades são controlados.

Recomenda-se o uso de filtros sob o formato de loções, spray ou sérum, que são mais resistentes ao contato com o suor e a água.

Oleosa

Pessoas com esse tipo de pele têm muita oleosidade na região do queixo, nariz e testa, também conhecida como a “zona T”.

Recomenda-se o uso de filtros que não obstruam os poros, e que geralmente são a base de gel (sem gordura ou álcool). Exemplo deles são os vendidos sob forma de gel-creme, oil free, sérum e mousse. O Episol Sec é um deles.

Seca

Tem como características principais a tendência a repuxarem, aspereza ao toque, e aparência seca.

Recomenda-se aqueles protetores que também hidratam. Exemplo disso são as versões em creme compostas por água e óleo.

Sensível

São peles hiper-reativas e intolerantes.

Recomenda-se filtros solares neutros e sem perfume. Loções e gel creme são boas indicações.

3. Não fazer reaplicações periódicas do protetor solar durante o dia

Depois de expostos ao sol por mais de duas horas ou após entrarmos na água deve haver outra reaplicação do filtro solar.

4. Usar o protetor após já estar exposto ao sol

Para uma melhor ação, ele deve ser aplicado na pele cerca de 20 minutos antes da exposição solar. Isso auxilia na obtenção de um melhor efeito químico do produto.

5. Pensar que o uso de maquiagem com o filtro solar é suficiente

Embora a maior parte dos produtos de beleza possuam filtro solar em sua composição, usar apenas a maquiagem para proteger sua pele é um outro grande erro.

A maquiagem nem sempre é aplicada sobre todo o espaço da pele que precisa de proteção, deixando algumas áreas expostas aos efeitos do sol.

6. Usar protetor solar vencido

Ao usar o seu protetor solar é importante checar a data de validade, principalmente se você está acostumado a usá-lo apenas durante certos períodos de tempo.

Filtro solar vencido pode ser ineficaz para proteger sua pele e ainda pode irritá-la e desencadear relações alérgicas.

Episol Sec: o protetor certo para a sua pele oleosa

Para pessoas que possuem pele oleosa, usar o protetor solar pode ser um verdadeiro martírio, mas o Episol Sec resolve esse problema.

A maioria das opções disponíveis no mercado possui algum tipo de óleo em sua composição, o que torna a experiência muito desconfortável, além de influenciar ou agravar outros problemas de pele, como a acne.

O Episol Sec foi desenvolvido exclusivamente para pessoas com esse tipo de pele, com uma composição não-alergênica (feito de modo a minimizar a incidência de alergias) e não-comedogênica (não obstrui os poros, não contribuindo para o surgimento de cravos e espinhas), sem fragrância e a prova d’água.

Em sua fórmula, possui a tecnologia Très Sec, que contém micropartículas que agem na absorção de gorduras epiteliais, contribuindo para controlar a oleosidade.

Além disso, o Episol Sec possui absorção rápida e não deixa resíduos. Foi desenvolvido tendo em vista pessoas com peles muito sensíveis.

Cuidar da pele deve ser uma preocupação para quem deseja envelhecer com saúde. O uso periódico do protetor solar ajuda a contribuir para evitar problemas como o envelhecimento precoce e o câncer de pele, provocados por logos períodos de exposição solar.

Mas lembre-se que o sol não é de todo um vilão. Pois seus raios ajudam o corpo na produção de vitamina D, indispensável para um bom funcionamento do organismo, mas essa exposição deve ser feita em períodos específicos do dia, principalmente nas primeira hora. Nas demais, use o Episol Sec, ele é um grande amigo da sua pele.

Você já fez uso do Episol Sec? Conte-nos como foi a sua experiência.

Leave a Comment

/* ]]> */