Manchas de Pele

Pano branco na pele ou micose de praia: o que é?

Pano branco na pele

Depois de umas belas férias de verão, você volta da praia e fica desconfiada de que está com pano branco na pele. Isso pode ser um problema, mas também pode ser algo mais simples, que requer pequenos cuidados.

Estamos aqui para isso, amiga leitora: ajudar você a tirar essas dúvidas e ficar tranquila em relação à sua integridade e saúde estética. A dúvida é comum, mas vamos abordar o assunto com muita clareza.

Afinal, essas incômodas manchas brancas podem ser o sintoma do temível e conhecido pano branco. Ou seja, uma micose bem comum à pele e que quase todo mundo acha que ocorre apenas em épocas mais quentes, devido à umidade e ao calor de estações como o verão.

No entanto, elas podem surgir tanto durante o ano todo quanto ocorrer nas mais diferentes áreas do nosso corpo, ainda mais se a sua pele for do tipo mais oleosa.

Para estar sempre preparada para detectar o pano branco na pele e conhecer como essa micose pode ser tratada e evitada, neste artigo vamos abordar seus principais sintomas e esclarecer aquelas dúvidas que podem tirar o seu sono de beleza.

A definição

Primeiro, saiba que o conhecido pano branco na pele tem o nome correto de pitiríase versicolor. Ou seja, ela é mesmo uma micose gerada pela ação dos fungos nas camadas superficiais da pele e que são naturais ao nosso corpo.

Apesar do popular “mancha branca”, o resultado pode apresentar mudança de tom, variando também de vermelho a marrom. Essas lesões, que podem aparecer as mais diversas áreas corporais, costumam ser bem mais presentes em locais que concentrem muito óleo, como:

O aparecimento do pano branco na pele

Como já viu acima, o conhecido pano branco na pele nada mais é do que a comum micose ocasionada pelos fungos localizados naturalmente em nossa pele. Entretanto, sua presença pode ficar mais evidente em decorrência de vários fatores. Confira abaixo os principais:

  • Umidade extrema;
  • Altas temperaturas;
  • Suor excessivo.

Mas sua ação também pode ter desenvolvimento a partir do seu favorecimento por meio dos casos que listamos abaixo:

  • Uso de corticoides;
  • Uso de anticoncepcionais;
  • Má alimentação.

Pano branco na pele

Sintomas do pano branco

É provável que você note o pano branco na pele apenas alguns dias após ele ter se desenvolvido. Mas, além de essas sintomas de micose apresentarem tons claros e até variando entre marrom e vermelho, confira conosco como você pode detectar a micose a tempo de um tratamento mais rápido.

  • Geralmente apresenta escamação fina;
  • Gera muita coceira local;
  • Possui forma ovalada ou circular.

Causas do pano branco na pele

  • Suor em excesso;
  • Falta de higiene adequada;
  • Fatores genéticos cutâneos;
  • Pele oleosa demais.

A prevenção

Aqui, a palavra de ordem é higiene total. Porque, para uma melhor prevenção do pano branco na pele, a mesma deve estar rigorosamente limpa por meio de uma série de cuidados que você precisa adicionar à sua rotina. Confira conosco os indispensáveis:

  • Visite regularmente seu médico para avaliações mais detalhadas sobre sua saúde;
  • Para as madeixas, produtos antifúngicos são os mais recomendados;
  • Após toda atividade física, lave muito bem o corpo;
  • Em dias mais quentes, aposte nas roupas leves;
  • Evite ao máximo produtos pesados para os locais mais oleosos do seu corpo;
  • Sempre realize uma assepsia cutânea com sabões específicos;
  • Mantenha sua pele sempre bem arejada;
  • Invista apenas em filtros e bloqueadores isentos de óleo.

O tratamento

Seguindo a prática orientada por especialistas e médicos, nossa dica é que você faça um tratamento à base de medicamentos tópicos e com função antifúngica. Mesmo que, em alguns casos, seja necessária a ingestão de medicamentos por via oral.

Outra dica valiosa é você ir tomando sol de pouquinho em pouquinho, para que a coloração e os pigmentos de locais infeccionados pelo pano branco na pele fiquem mais harmônicos.

Aqui, o importante é (além de usar sempre um filtro ou bloqueador solar) fazer essa exposição apenas nas horas mais seguras do dia, como até as dez da manhã e após as quatro da tarde. Isso porque os raios UV estão mais brandos e você não tem tantas chances de aumentar o problema.

Pano branco na pele

Tirando as maiores dúvidas

Ainda tem dúvidas a respeito daquele pano branco na pele? Agora você pode ficar a par das soluções para as maiores questões sobre a incômoda micose. Confira conosco abaixo.

Micose é igual ao vitiligo?

Isso não é verdade, amiga leitora. Aquele pano branco na pele e a doença conhecida por vitiligo são bem distintas uma da outra. Isso porque o vitiligo ocasiona manchas mais claras e apresenta uma superfície mais brilhante.

Uma característica própria do vitiligo ainda é sua apresentação simétrica em muitos casos. Isso porque ele acomete os dois lados do nosso corpo, a exemplo de áreas como as duas pernas, os dois braços e as duas bochechas.

O pano branco na pele tem cura?

Aqui pode haver uma contradição. Isso porque, de acordo com especialistas e médicos, não tem como haver uma cura porque a presença de fungo em nosso organismo é natural.

Mesmo assim, devemos ressaltar que tratamentos eficazes para os casos de pano branco na pele podem ter a presença de cosméticos específicos para controlar sua extensão.

Ele é contagioso?

Ainda bem que não. A micose, ou pano branco, é apenas uma doença decorrente dos fungos encontrados de forma natural em nossa cútis.

Ocorre que pode haver fatores que os ajudem a se alastrarem em mulheres e homens que possuem predisposições ou deem as condições favoráveis, como excesso de suor e umidade.

O risco é maior na praia?

Infelizmente, sim. Locais como praias e até piscinas apresentam condições excelentes para os fungos se multiplicarem e causarem algumas das doenças que adoram locais com muita umidade e calor. Essa até é a origem do famigerado termo “micose de praia”.

Quer saber mais sobre sua saúde?

Sempre que possível, faça visitas regulares ao seu especialista e mantenha sua saúde sempre em dia. Além de diagnósticos mais precisos, o método de tratamento será o melhor para cada caso.

Deixe um Comentário

/* ]]> */